Bem vindo!

Tu que és um andarilho virtual na constante busca pelo conhecimento e diversão, celebre a vida conosco! Junte-se à nossa lareira, venha beber uma taça de vinho ou esfriar-se em uma grande caneca de cerveja, faça novos amigos ou solidifique velhas amizades.

"Sem comer e sem beber ninguém se cobre de glória" (provérbio viking).

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Halloween: O Dia das Bruxas

O Dia das Bruxas é como nós brasileiros denominamos a famosa celebração anglo-saxã, nascida de uma lenda druida, oriunda do povo celta que habitava a Inglaterra por volta do ano 200 a.C.

Reza a tradição, que na noite de 31 de outubro (data do Samhain ou Festival da Colheita), todas as bruxas, demônios e espíritos se reúnem para uma grande festa. 

Como podemos perceber em mais uma data comemorativa, o real sentido e motivação foram perdendo espaço com o tempo, e o medo que o Dia das Bruxas causava foi sendo esquecido, o que a transformou em uma grande folia para a garotada e muitos adultos.

All hallow's eve witch
Nos Estados Unidos a comemoração é chamada de Halloween (antigo All Hallow's Eve), e como manda o costume, muitos americanos se vestem com fantasias de monstros (alienígenas, vampiros, fantasmas, bruxas, lobisomens, zumbis, etc.) e decoram suas casas com objetos temáticos, que vão de teias de aranha a rostos esculpidos em abóboras, chamados de Jack O’Lantern, que por sinal é a mascote da referida data pagã. 

Para arrecadar deliciosas guloseimas, crianças batem de porta em porta recitando a frase que se repete ao longo da noite: “Tricks or treats” (Travessuras ou gostosuras), uma tradição norte-americana com menos de 80 anos de idade. Desde a década de 1990 a festa vem se popularizando no Brasil, incentivada inicialmente pelas escolas de inglês e empresas multinacionais.

domingo, 30 de outubro de 2011

Movie Playlist: A Invasão Zumbi

Zumbis nazistas em um filme norueguês
Balzaquianos e fãs de filmes de terror devem se recordar da famosa interjeição que ficou imortalizada nas peliculas de zumbis: “miolossss!”. Bom, dentre o gênero tétrico, os filmes de mortos vivos sedentos por cerebros foram sempre meus preferidos, ainda mais por retratarem uma situação apocalípitica onde os humanos são a minoria e a sociedade está completamente desestruturada. Nesta nova Movie Playlist, elaborada para comemorar a noite de Halloween (Dia 31 de Outubro), encontre o seu filme de zumbi, convide alguém para assistir com você e não se esqueça da pipoca.

10 FILMES DE ZUMBIS E MORTOS-VIVOS
(MOVIE PLAYLIST)

1. Extermínio (28 Days Later) - 2002 

2. Zumbilândia (Zombieland) - 2009 
3. Eu sou a Lenda (I Am Legend) - 2007 
4. Fome Animal (Braindead) - 1992 
5. A Volta dos Mortos-Vivos (The Return of the Living Dead) - 1985 
6. A Noite dos Mortos-Vivos (Night of the Living Dead) - 1968 
7. Resident Evil: O Hóspede Maldito (Resident Evil) - 2002
8. A Maldição dos Mortos-Vivos (The Serpent and the Rainbow) - 1988 
9. Dead Snow (Død Snø) - 2009
10. REC (REC) - 2007

    sábado, 29 de outubro de 2011

    A Celebração do Halloween em Diferentes Fases da Vida

    sexta-feira, 28 de outubro de 2011

    Playlist: Symphony Of The Gothic Moon

    Lancinante, sorumbático e algumas vezes depressivo, o movimento gótico do pós-punk expressa em seu estilo musical, as profundezas da alma humana, alegórica em mistérios e superstições, que fazem de cada composição, uma sinfonia noturna dos tempos modernos. Andarilhos que visitam esta singela taverna virtual, se deleitem com a nova playlist ritmada pela semana do Halloween (Dia das Bruxas).

    20 MÚSICAS DE ROCK & METAL GÓTICO (PLAYLIST)
    1. The Sisters Of Mercy - More 
    2. Peter Murphy - Strange Kind of Love
    3. Theatre Of Tragedy - Lorelei
    4. The Cure - A Forest
    5. Escape With Romeo - Somebody
    6. Type O Negative - Black No. 1
    7. Bauhaus - In the Flat Field
    8. Nightwish - Ghost Love Score
    9. Joy Division - Dead Souls
    10. HIM - Endless Dark
    11. The Wounded - Hollow World
    12. Clan Of Xymox - Consolation
    13. The Mission UK - Tower of Strength
    14. Fields Of The Nephilim - Moonchild
    15. London After Midnight - Spider and the Fly
    16. Siouxsie And The Banshees - Superstition
    17. Tristania - Equilibrium
    18. Lacrimas Profundere - Gallowsong
    19. Entwine - Still Remains
    20. Prey - Astray

      quinta-feira, 27 de outubro de 2011

      The Sisters Of Mercy: Floodland

      Floodland (1987) é o segundo álbum dos roqueiros góticos do The Sisters Of Mercy, uma banda inglesa que revolucionou o cenário "dark" da década de 1980.

      Liderada pelo enigmático vocalista e compositor Andrew Eldritch, o referido disco e videoclipes contaram apenas com a colaboração do produtor Jim Steinman, da baixista Patricia Morrison (ex-Gun Club) e de uma bateria eletrônica apelidada de Doktor Avalanche.

      Duas faixas do álbum trazem a New York Choral Society, que segundo o artista, parecia uma boa ideia, na época, ter 40 pessoas cantando em coro (só não fazia ideia do porquê).

      video

      Entre as faixas que merecem destaques, os singles "Dominion/Mother Russia", "Lucretia My Reflection" e "The Corrosion" são em minha opinião sublimes, ainda mais quando vislumbrados nos videoclipes. É lamentável que a banda tenha uma discografia tão curta, mas fica aqui minha homenagem e meu presente a todos os fãs da Taverna do Peregrino nesses dias que antecedem o Halloween (Dia das Bruxas).

      video

      quarta-feira, 26 de outubro de 2011

      Iced Tea

      A ideia de beber chá gelado teve origem nos Estados Unidos, especificamente numa feira de comércio (St. Louis World Trade Fair) realizada em 1904.

      A maior parte do chá consumida pelos americanos naquele período era o chá verde chinês, mas, em uma tentativa de popularizar o chá preto indiano e com isso quebrar o monopólio da China, produtores hindus organizaram um pavilhão de chás especiais, sob a supervisão de um inglês chamado Richard Blechynden.

      No decorrer da feira a temperatura do ambiente se elevou bastante e, embora os britânicos estejam acostumados a saborear chá quente mesmo no calor mais intenso, o supervisor inglês percebeu que os americanos não compartilhavam tal hábito, sendo assim, tratou de colocar cubos de gelo para resfriar seu produto.

      Rendimento: 04 pessoas

      Ingredientes
      • 04 xícaras de chá do Ceilão preparado bem forte (960 ml) 
      • 02 xícaras (chá) de água fria (480 ml)  
      • Sumo de 02 laranjas 
      • Sumo de 04 limões 
      • 01 pedaço pequeno de gengibre fresco picado 
      • Açúcar ou adoçante o quanto for necessário 
      • Gelo em cubos 
      • 04 fatias de laranja

      Modo de Preparo
      1. Misture todos os ingredientes em uma jarra, com exceção do gelo, prove para testar a doçura e leve para gelar por 1 hora. 
      2. No momento de servir, adicione os cubos de gelo e fatias de laranja.

      terça-feira, 25 de outubro de 2011

      Playlist: New Wave Of British Heavy Metal

      O longo termo “New Wave Of British Heavy Metal (N.W.O.B.H.M.)” vem designar o famigerado movimento britânico que surgiu no final da década de 1970, visando acrescentar maior robustez e celeridade ao estilo musical metaleiro. Infelizmente, nem todas as bandas alcançaram o megassucesso de Iron Maiden, Def Leppard e Saxon, mas fica uma ótima oportunidade para conhecer esses ilustres "desconhecidos". Deixo meus agradecimentos ao nosso amigo Ivo que sugeriu o tema desta playlist.

      20 MÚSICAS DO MOVIMENTO N.W.O.B.H.M. (PLAYLIST)
      1. Iron Maiden - Prowler (with Paul Di’Anno)
      2. Def Leppard - Bringin' on the Heartbreak
      3. Saxon - Stallions of the Highway
      4. Venom - Heaven's on Fire
      5. Samson - Inside Out
      6. Tank - Power of the Hunter
      7. Iron Maiden - Hallowed Be Thy Name
      8. Raven - Rock Until You Drop
      9. Tokyo Blade - Night of the Blade
      10. Diamond Head - Borrowed Time
      11. Tygers Of Pan Tang - Silver and Gold
      12. Girlschool - Take It All the Way
      13. Angel Witch - Angel of Death
      14. Sweet Savage - Take No Prisoners
      15. Elixir - Treachery (Ride Like the Wind)
      16. Dark Star - Lady of Mars
      17. Chateaux - Roller Coaster
      18. Spartan Warrior - Breakin' Sweat
      19. Mythra - Killer
      20. Blade Runner - Too Far Too Late

        segunda-feira, 24 de outubro de 2011

        Conheça a Linguagem Corporal das Mulheres

        domingo, 23 de outubro de 2011

        Licores

        Os licores (também conhecidos como "cordiais" ou "ratafias") são bebidas doces com elevada graduação alcoólica, produzidas a partir de ingredientes de sabor acentuado (como frutas, flores, ervas, especiarias, nozes, raízes e sementes) culminadas ao álcool etílico potável (álcool de cereais) ou destilados alcoólicos (conhaque de gengibre, rum, uísque, aguardente, dentre outras).

        O licor pode ser denominado seco, fino ou doce, creme (com adição de leite), escarchado ou cristalino.

        Normalmente são apreciados como digestivos após as refeições, bebericados em reuniões de charutos ou utilizados no preparo de coquetéis e sobremesas.

        Minha família tem certa tradição na fabricação de licores caseiros, dentre esses, o melhor licor de figo que já provei foi feito pelas mãos de meu tio, mas deixando a modéstia de lado posso afirmar que meu limoncello é muito superior aos comercializados em adegas.

        Abaixo, fiz uma pequena lista contendo alguns licores essenciais para seu bar privativo. Pode comprar de olhos vendados que certamente você irá gostar.

        Lista de Licores Essenciais
        • 1715 
        • Aftershock Hot & Cool Cinnamon Liqueur 
        • Amarula 
        • Baileys Irish Cream
        • Carolans 
        • Chambord 
        • Cointreau 
        • Cuarenta Y Tres (Licor 43)
        • DeKuyper Crème de Bananes 
        • DeKuyper Peachtree Liqueur 
        • Disaronno 
        • Drambuie 
        • Frangelico 
        • Gabriel Boudier Crème de Cassis de Dijon 
        • Galliano 
        • Ginjinha
        • Goldschläger
        • Grand Marnier 
        • Kahlúa 
        • Limoncello 
        • Marie Brizard Anisette Liqueur 
        • Marie Brizard Charleston 
        • Melody Original Crema Catalana Liqueur 
        • Midori Melon Liqueur 
        • Mozart Gold Chocolate Cream 
        • Nocello 
        • Sheridans 
        • Soho

        sábado, 22 de outubro de 2011

        Rue Norvins

        Não a nada tão boêmio e saudosista do que Rue Norvins na França. A famosa rua parisiense é conhecida por seus pitorescos cabarés, cafés, chocolaterias, restaurantes e lojas que comercializam os magníficos pôsteres de Art Nouveau, além de ser circundada por dois importantes cartões postais de Montmartre: a Place du Tertre e a Basílica Sacré-Couer.(Sagrado Coração).

        sexta-feira, 21 de outubro de 2011

        Quitandas: Delícias do Caderno de Receitas da Vovó

        Broas de Fubá ou Broinhas Mineiras
        Quitandas é a denominação dada às tentadoras gulodices caseiras, em grande parte, heranças da rica pastelaria portuguesa.

        Trata-se de bolos, biscoitos, doces, roscas e sequilhos muito comuns no interior dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso.

        As quitandas trazem consigo as tradições campestres, oriundas dos hábitos caipiras e da mesa farta em família, extraídas daquele velho caderno surrado da vovó, manchado algumas vezes por massa de bolo e composto por um receituário que se perdeu na lida do tempo.

        Fatias de Paridas (Fatias Douradas ou Rabanadas)
        Além do contexto nostálgico e acolhedor, as receitas antigas eram escritas em um linguajar muito diferenciado para os dias de hoje, e para aludir o que digo, fiz uma pequena seleção com algumas maravilhas redigidas conforme o português arcaico e a tradição oral brasileira.

        Vocês poderão reparar que em certas receitas as medidas correspondem as de Portugal, como no caso do decilitro (1 decilitro é equivalente a 100 mililítros).


        Açúcar de Gengibre: Trinta gramas de gengibre, 500 ditas de açúcar. Pisam-se o açúcar e o gengibre. Passam-se por uma peneira de seda e guarda-se em uma caixinha. 

        Beijinhos de Moça: Batem-se 6 ovos com 125 gramas de açúcar, 90 ditas de fubá de arroz, uma pedra de sal e um pouco de baunilha em pó; deita-se a massa em uma forma, de maneira que fique da altura de um dedo; põe-se em um forno temperado, e cozinha-se, o que se alcançar em um quarto de hora. Neste estado, cortam-se os pedaços com uma forma do tamanho de uma moeda, vidra-se uma metade com calda de açúcar e a outra com chocolate. Grudam-se sempre juntos, dois biscoitinhos, vidrados diferentemente, e põe-se em um forno brando para secar.

        Broas de Fubá:  Fervam-se em uma caçarola um copo de água fria, um prato de gordura derretida, sal e açúcar quanto bastem. Quando tudo estiver em ebulição, derrame-se sobre um prato de fubá de milho mineiro, passado por peneira de seda, mexendo-se bem para formar angu, e, deixando-se esfriar, ajuntem-se-lhe 12 ovos batidos, e amasse-se bem; formem-se broinhas e lancem-se em bandejas a forno quente.

        Fatias de Paridas: Parte-se um pão em fatias da grossura de um dedo e embebem-se bem em leite quente. Batam-se as gemas de ovos que quiserem, e passam-se também por elas as fatias, que depois se frigem em manteiga ou banha de porcom virando as fatias de um e outro lado. Passam-se depois em calda de açúcar e polvilham-se com canela.

        Pudim de Leite: Ponham-se em um alguidar 500 gramas de açúcar, 5 decilitros de leite, 24 gemas e 2 claras de ovos, canela e casca de limão quanto baste; bata-se tudo por uma hora ao menos, sempre para o mesmo lado, com a mão ou com uma cana fendida. Passa-se depois por pano bem tapado para a forma, já untada com açúcar em ponto de pasta. Cozinha-se em banho-maria, pondo sobre a tampa quanto baste de brasas para dar-lhe cor. A prova do palito indicará quando estará pronto, espetando-o e saindo enxuto, então se tirará para o prato.

        quinta-feira, 20 de outubro de 2011

        Peter Lik: O Fotografo das Mais Belas Paisagens

        O autodidata Peter Lik se posiciona entre os maiores fotografos que o mundo já viu, e quando nos referimos as fotos paisagisticas, seu talento sem dúvida está em primeiro lugar.

        A jornada do australiano nascido em Melbourne começou com um modesto presente de seus pais, uma câmera Kodak Brownie em seu oitavo aniversário.

        Detentor de vendas que superam US$ 200 milhões em fotografias, proprietário de 13 galerias de arte, estrela de uma série televisiva (From The Edge) para The Weather Channel e futuro dono de sua própria grife de roupas, fazem de Peter Lik, um profissional e empreendedor de sucesso.

        Em Janeiro de 2011, Peter Lik estabeleceu outro marco, quando vendeu sua obra "One", uma fotografia às margens do rio Androscoggin em New Hampshire, por espantosos US$ 1 milhão.
          
        Atualmente o mestre das fotografias esta sediado em Las Vegas, nos Estados Unidos, onde supervisiona a sua empresa, a LIK EUA.

        Celebridades como George Bush, James Hetfield e Shaquille O´Neal possuem em suas coleções privadas fotos de Peter Lik.

        Foi graças a uma viagem ao Alasca em 1984 que Lik começou seus experimentos com câmeras panorâmicas, influência de seu colega fotógrafo Allen Prier.

        A percepção profissional de Peter Lik é única, pois, consegue captar a essência de um momento e congelá-la para o deleite de nós mortais.

        Se você quiser saber mais sobre Peter Lik, acesse o site pessoal do artista:  http://www.peterlik.com/



        quarta-feira, 19 de outubro de 2011

        Bêbados & Yogas

        Quem diria que há similaridade entre a rotina de bêbados e as posições praticadas no yoga. Clique na imagem para ampliá-la e dê boas risadas.

        terça-feira, 18 de outubro de 2011

        Piadinas

        O nome deste popular sanduíche aberto, procedente da Antiga Roma, é um tanto peculiar e engraçado, mas garanto que seu sabor não é nenhuma piada.

        Trata-se de uma típica especialidade da Emília-Romanha, com inúmeros recheios e estabelecimentos aptos a comercializá-las, denominados “piadiniere”.

        Assemelha-se a uma mistura de pizza com pita (pão árabe), preparada a partir de uma massa leve, feita apenas com farinha, azeite de oliva, água e sal, podendo ser grelhada em churrasqueiras ou frigideiras.

        Há também uma versão fermentada, mas apenas recomendada para os mais experientes na arte da panificação, já que fermento em demasia pode prejudicar o preparo na grelha.

        Quanto as coberturas, a variedade de receitas é tão grande que originou-se na Itália uma curiosa frase: “ogni donna fa la piadina a modo suo” (toda mulher faz a piadina a sua própria maneira).

        Ficou salivando? Bom, obviamente estamos um pouco longe das terras italianas, mas é possível encontrar em São Paulo estabelecimentos que ofertem piadinas

        segunda-feira, 17 de outubro de 2011

        Frases & Provérbios Gastronômicos


        Pesquisei e selecionei para os fãs da Taverna do Peregrino, algumas frases e adágios gastronômicos que visam trazer um pouco de sabedoria popular para determinadas áreas da vida.

        Aquele que foge da abelha, não tem direito ao mel. (provérbio baiano)
        Aquilo que se traz de mais longe é o que tem o sabor mais doce. (provérbio holândes)
        Bocado engolido, sabor perdido. (provérbio português)
        Comamos e bebamos e nunca mais ralhamos. (autor e origem desconhecida)
        Come mais os olhos do que a barriga. (autor e origem desconhecida)
        Comer, beber e amar... o resto não vale um níquel. (Lord Byron, poeta britânico)
        Come o que tens e não o que sonhas. (autor e origem desconhecidas)
        Come para viver, não vivas para comer. (provérbio português)
        Faço a dieta da sopa: Deu sopa, eu como! (autor e origem desconhecida)
        Come pouco e bebe pouco, dormirás como louco. (autor e origem desconhecida)
        Depois de comer cada qual dá o seu parecer. (autor e origem desconhecida)
        Dê-nos vinho e mulheres, alegria e risadas/ Sermões e água gaseificada no dia seguinte. (Lord Byron, Don Juan) 
        Não há banquete por mais rico, em que alguém não jante mal. (autor e origem desconhecida)
        Não há guerra de mais aparato que muitas mãos no mesmo prato. (autor e origem desconhecida)
        A vida é incerta. Coma a sobremesa primeiro. (Ernestine Ulmer, escritora norte-americana)
        Quem manda o apetite, paga a bolsa. (autor e origem desconhecida)
        Quem come fel, não pode cuspir mel. (autor e origem desconhecida)
        Quem não se farta a comer, não se farta a beber. (autor e origem desconhecida)
        A boda e batizado só vai quem é convidado. (autor e origem desconhecida)
        Bem se lambe o gato, depois de farto. (autor e origem desconhecida)
        Prudência e caldo de galinha não faz mal a ninguém. (autor e origem desconhecida)
        Em velha gamela também se faz boa sopa. (autor e origem desconhecida)
        Por mais santo que seja o dia a panela tem que ferver. (autor e origem desconhecida)
        Comecei uma dieta, cortei a bebida e comidas pesadas, em 14 dias, perdi duas semanas. (P.J. O'Rourke, jornalista e comediante norte-americano)
        Beleza e formosura nem dão pão nem fartura. (autor e origem desconhecida)
        De bom vinho a bom vinagre. (autor e origem desconhecida)
        Chocolate é a felicidade instantânea. (autor e origem desconhecida)
        Todos os cogumelos são comestíveis, alguns só uma vez. (autor e origem desconhecida)
        Vinho em excesso nem guarda segredo, nem cumpre promessa. (autor e origem desconhecida)
        Vinho, mulheres e tabaco fazem o homem fraco. (autor e origem desconhecida)
        O vinho faz bem aos homens, quando são as mulheres que o bebem. (autor e origem desconhecida)
        Nunca digas: desta água não beberei. (autor e origem desconhecida)
        Uma feijoada só é completa quando tem uma ambulância de plantão. (Stanislaw Ponte Preta, escritor, jornalista e radialista brasileiro)
        Quem come salgado, bebe dobrado. (autor e origem desconhecida)
        Azeite de oliva todo o mal tira. (autor e origem desconhecida)
        Um excesso de vez em quando é ótimo, impede que a moderação se torne um hábito. (autor e origem desconhecida)
        Um olho no peixe e outro no gato. (autor e origem desconhecida)
        Quem nunca comeu melado, quando come se lambuza. (autor e origem desconhecida)
        Meu animal preferido é o bife. (Calvin Trillin, escritor gastronômico e humorista)
        Excessos e tristeza não devem ir à mesa. (autor e origem desconhecida)
        Sem comer e sem beber ninguém se cobre de glória. (provérbio viking)
        Quem come muito, come além de sua própria sorte. (provérbio cigano)
        Quanto mais escura a baga, mas doce ela é. (provérbio cigano)
        O amor é um molho, o que torna qualquer tipo de carne saborosa. (provérbio medieval francês)
        O peixe, para ser saboreado bem, deve nadar três vezes - em água, na manteiga e no vinho. (provérbio polonês)
        Ninguém consegue ser subversivo após uma feijoada. (Barbosa Lima Sobrinho, escritor brasileiro)
        A paciência é amarga, mas seu fruto é doce. (Jean-Jacques Rousseau, escritor e filósofo suíço)
        Aprisionado dentro de todo o homem obeso existe um homem magro que apela desesperadamente para ser libertado. (Cyril Connolly, escritor inglês)
        O melhor tempero da comida é a fome. (Marcus Cícero, filósofo romano)
        A voz da consciência e da honra é bem fraca quando as tripas gritam. (Denis Diderot, escritor e filósofo francês)
        Governar uma grande nação é como cozinhar um peixe pequeno. (Lao Tzu, filósofo chinês)
        É estranho ver como um bom jantar e banquete conciliam todos. (Samuel Pepys, parlamentar inglês do século XVII)
        Uma boa refeição faz um homem sentir mais caridade para com o mundo do que qualquer sermão. (Arthur Pendenys)
        Cozinhar tornou-se uma arte nobre, uma nobre ciência; cozinheiros são cavalheiros. (Robert Burton, escritor britânico)
        O que embeleza o deserto é que em alguma parte dele esconde-se um poço de água. (Antoine de Saint-Exupéry, escritor francês)
        Um homem que não se alimenta de seus sonhos, envelhece cedo. (William Shakespeare, escritor inglês)
        O uísque é o melhor amigo do homem, ele é o cachorro engarrafado. (Vinícius de Moraes)
        Nem só de pão viverá o homem, mas de toda Palavra que procede da boca de Deus (Biblia Sagrada - Mateus 4:4)
        Se você não é capaz de um pouco de feitiçaria, não vale a pena se meter a cozinheiro. (Colette)
        O gourmet é um comilão erudito. (Millôr Fernandes, cartunista brasileiro)

        domingo, 16 de outubro de 2011

        Alexander

        Alexander é um cremoso e requintado coquetel que se tornou muito popular durante o inicio do século XX.

        Supõem-se  que foi criado em Londres, no período do casamento de Mary (Princesa e Condessa de Harewood) com o Visconde Lascelles, em 1922.






        Ingredientes

        Para a Bebida
        • ¾ xícara (café) de creme de cacau (ou licor de chocolate)
        • ¾ xícara (café) de conhaque
        • ¾ xícara (café) de creme de leite fresco batido
        • 03 pedras de gelo
        Para Polvilhar
        • 01 colher (café) de noz-moscada ralada

        Modo de Preparo
        1. Em uma coqueteleira, coloque o gelo e o restante dos ingredientes. Agite por cerca de 5 segundos.
        2. Coe e despeje em uma taça de Martini ou em um copo short drink (baixo).
        3. Polvilhe com a noz-moscada por cima e sirva em seguida.

        sábado, 15 de outubro de 2011

        Curry em Pó

        O curry em pó (derivado das palavras caril, currie ou cari) representa o principal condimento indiano, maciçamente difundido na gastronomia mundial, podendo ser preparado com ingredientes secos ou na forma de pasta.

        Definir sua complexa composição é uma tarefa difícil, pois existem inúmeras combinações de especiarias, muitas, segredos de família, outras, misturas regionais, como o curry de Kerala e o curry de Madras. 

        Em regra geral o curry em pó é preparado a partir de uma base tipicamente feita por sementes de coentro, cúrcuma, pimentas em grãos e gengibre. O simbolo hindu, além de temperar, também retarda a decomposição dos alimentos e dispersa possíveis odores.

        Foi graças ao explorador inglês, sir Henry Morton Stanley (1841-1904), que o condimento chegou às mesas europeias, sendo muito apreciado principalmente na Inglaterra.

        sexta-feira, 14 de outubro de 2011

        Ponte Carlos em Praga

        Particularmente considero a Ponte Carlos (Karlův most) como uma das mais belas construções da Europa, ainda mais quando visitada em uma madrugada bucólica de Praga. A ponte obviamente está localizada na República Tcheca, servindo de travessia sobre o Rio Vltava, o elo entre a Cidade Velha (Old Town) e a Cidade Pequena (Malá Strana).

        Trata-se de uma magnífica ponte gótica feita em pedra, ladeada por 30 estátuas barrocas, com destaque para a de São João de Nepomuk, um santo mártir tcheco, que foi executado e jogado da ponte durante o reinado de Venceslau IV. Sua construção foi iniciada em 1367, encomendada pelo imperador Carlos IV ao arquiteto Petr Parléř, o mesmo profissional que foi responsável pela construção da Catedral de São Vito no Castelo de Praga.

        quinta-feira, 13 de outubro de 2011

        Família Hodierna

        Retrato de Família por Cornelis de Vos (1631)

        FAMÍLIA HODIERNA
        (poema escrito por GK Lugli)

        Celebremos a mediocridade, de amores emoldurados,
        À vista de todos, encarcerados em porta retratos,
        Amargurados por convenções, relutantes em desejos,
        Perdidos em um presente, de luxurias e anseios.

        Catedráticos em mentiras, versados em poses,
        Busca por perfeição, mas é ladrão de ocasião.
        Aplaudam a comédia de erros da sociedade moderna,
        Atriz e expectadora do retrato fútil, que se seguirá por novas eras.

        quarta-feira, 12 de outubro de 2011

        Journey: Separate Ways (Worlds Apart)

        Separate Ways (Worlds Apart) representa um dos maiores hits do Journey, presente na primeira faixa do oitavo álbum da banda, chamado Frontiers (1983).

        Se alguém ainda tinha dúvida da qualidade vocal de Steve Perry, essa é a chance de ouvir um verdadeiro hino do hard rock cantado com toda magnitude, além de assistir o videoclipe mais imitado por fãs da banda californiana.

        Vale destacar que a música atingiu a oitava posição na lista das mais tocadas pela Billboard em seu respectivo ano de lançamento.

        Separate Ways (Worlds Apart) [Jonathan Cain/Steve Perry]

        video

        Here we stand
        World's apart, hearts broken in two, two, two
        Sleepless nights
        Losing ground
        I'm reaching for you, you, you

        Feelin' that it's gone
        Can change your mind
        If we can't go on
        To survive the tide love divides

        Someday love will find you
        Break those chains that bind you
        One night will remind you
        How we touched
        And went our separate ways

        If he ever hurts you
        True love won't desert you
        You know I still love you
        Though we touched
        And went our separate ways

        Troubled times
        Caught between confusions and pain, pain, pain
        Distant eyes
        Promises we made were in vain, in vain, in vain

        If you must go, I wish you love
        You'll never walk alone
        Take care my love
        Miss you love

        Someday love will find you
        Break those chains that bind you
        One night will remind you
        How we touched
        And went our separate ways

        If he ever hurts you
        True love won't desert you
        You know I still love you
        Though we touched
        And went our separate ways

        Someday love will find you
        Break those chains that bind you
        One night will remind you

        If he ever hurts you
        True love won't desert you
        You know I still love you

        I still love you girl
        I really love you girl
        And if he ever hurts you
        True love won't desert you
        No, no
        No.

        terça-feira, 11 de outubro de 2011

        O Voo do Balão

        Balonismo em Boituva, São Paulo (foto por GK Lugli)

        O VOO DO BALÃO
        (poema escrito por GK Lugli)

        O dia se levanta no horizonte
        Com estacas e balaio firmados no chão
        O ar quente da alvorada
        Vem prenunciar o voo do balão

        Resplandece nessa abóboda celeste,
        Pintada de azul e laranja campestre,
        Sinfonia de pássaros e cheiro de mato
        Ergue-se aqui o balão, formando-se astro nesta imensidão.

        Vai baloeiro atiça a chama deste balão
        Vem encher de cores o céu com emoção

        Bora amigos que há espaço neste aventurar
        Que a altivez das nuvens segure seu prantear
        Para subirmos aos ares observando o mundo como um gavião
        Transpassando cercas, aonde não se encontra fronteiras.

        segunda-feira, 10 de outubro de 2011

        A Cronologia dos Esportes

        Discóbolo de Mirón
        A rivalidade entre pessoas em competições esportivas se perde no tempo, por isso, não é possível afirmar com exatidão onde tudo começou, mas, relatos históricos remontam tais práticas por diferentes culturas antigas, dentre essas, a asteca, a egípcia, a grega, a romana e a chinesa.

        Elaborei uma pequena lista cronológica para definir a data de surgimento de alguns esportes, bem como seus respectivos países de origem. E como toda listagem aguça a curiosidade, vejamos então, o que segue abaixo:

        Basquete: 1891 (Estados Unidos)
        Boliche: Século IV (Alemanha)
        Esgrima: 1383 (Alemanha)
        Futebol: 1863 (O consenso geral elege a Inglaterra, porém, alguns estudiosos afirmam que a China é a verdadeira mãe do esporte)
        Futebol de Salão ou Futsal: 1950 (Brasil)
        Futebol Soçaite: 1987 (Suíça)
        Futevôlei: 1965 (Brasil)
        Golfe: 1500 (Escócia)
        Handebol: 1915 (Alemanha)
        Hóquei no Gelo: 1855 (Canadá)
        Jogos Olímpicos: 776 a.C. (Grécia Antiga)
        Natação: 1837 (A primeira competição documentada relata a Inglaterra como fonte de origem, porém, há fortes indícios que os egípcios antigos praticavam a natação em 3.000 a.C.)
        Polo: 1869 (Inglaterra)
        Rúgbi: 1863 (Inglaterra)
        Sinuca: 1950 (Brasil)
        Snooker: 1875 (Inglaterra)
        Squash: 1882 (Estados Unidos)
        Surfe: 1778 (Havaí)
        Tênis: 1873 (Inglaterra)
        Tênis de Mesa: 1884 (Estados Unidos)
        Tiro ao Alvo: 1814 (Inglaterra)
        Voleibol: 1895 (Estados Unidos)

        domingo, 9 de outubro de 2011

        Presságio do Amor

        O Nascimento de Vênus de Alexandre Cabanel (1863)

        PRESSÁGIO DO AMOR
        (poema escrito por GK Lugli)

        Antes era tudo vazio...
        Sem lhe idealizar
        O firmamento celeste nem tinha sentido

        Quem sou eu?
        I-Ching da sua incerteza
        Oráculo de seus pensamentos
        Fonte para seus desejos
        Um velejador perdido entre mancias e anseios

        Presságio bom é ter você...
        ...minha estrela guia.

        Queria mesmo...
        Traçar sua linha da vida com a minha
        Conjurar possibilidades nas estrelas
        Lançar a sorte no seu coração
        Enganar a roda da fortuna para ter sua paixão

        Presságio bom é ter você...
        ...feng shui que harmoniza.

        sábado, 8 de outubro de 2011

        Esfiha Aberta de Carne

        Esfiha Aberta de Carne ou Lahm B'Hajin (também grafada Lahm Bi Hajeen) é uma das especiliadades árabes mais apreciadas no mundo. Segundo o chef libanês Ramzi N. Chouciri, as melhores esfihas estão em Dhur Chueir, as quais são preparadas com carne de carneiro, conforme a receita original de Baalbeck.

        A esfiha é uma daquelas iguarias que dizemos  Al hamdu li Allah (Graças a Deus) por existir.

        Rendimento: 60 esfihas (aproximadamente)

        Ingredientes

        Para a Massa
        • 04 xícaras (chá) de farinha de trigo (480 g) 
        • 03 tabletes de fermento biológico para pão (45 g) 
        • 03 colheres (sopa) de açúcar refinado (36 g) 
        • ¾ de xícara de água (180 ml) 
        • ½ xícara (chá) de óleo (120 ml) 
        • ½ colher (sopa) de sal
        Para o Recheio de Carne
        • 400 g de carne moída duas vezes
        • 02 cebolas pequenas bem picadas
        • 02 tomates maduros picados
        • 02 colheres (chá) de salsinha bem picadas
        • Sal e pimenta-síria (bahar) a gosto
        • 150 g de pinoli (opcional)

        Modo de Preparo
        1. Dissolva o fermento com açúcar, o sal e a água. Numa tigela grande coloque farinha. Faça uma depressão no centro, acrescente a mistura do fermento e o óleo aos poucos e vá misturando tudo com uma colher de pau.
        2. Adicione o restante da água e amasse até obter uma massa de consistência mole e elástica, mas que não grude nas mãos. Se necessário acrescente mais água. Sove bem a massa por uns 5 minutos. Cubra-a com um filme plástico, coloque um pano limpo por cima e deixe crescer por uns 30 minutos ou até dobrar de volume.
        3. Enquanto a massa descansa, numa vasilha misture todos os ingredientes do recheio de carne com cuidado, para não desmanchar o tomate. Reserve.
        4. Disponha a massa já crescida em uma superfície com enfarinhada e abra-a até obter espessura fina. Corte rodelas de 7 cm de diâmetro e acrescente 01 colher (chá) do recheio de carne. Espalhe um pouco e deixe as bordas livres.
        5. Coloque as esfihas numa assadeira, levemente polvilhada com farinha. Deixe um espaço de 1 cm entre cada esfiha. Leve para assar ao forno pré-aquecido em temperatura muito alta (300ºC) por 10 minutos, até ficar com o fundo e as bordas ligeiramente douradas. Repita a operação até assar todas as esfihas. Coloque-as num prato, e cubra com um pano limpo até o momento de servir.
        Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...